Hamilton vence em dia calmo para a Mercedes e Massa, enfim, chega ao pódio

gp da itália Hamilton venceDepois de beliscar o calcanhar do pódio por algumas várias vezes este ano, Felipe Massa, enfim, conseguiu novamente ficar entre os três primeiros colocados, coisa que não acontecia desde o GP da Espanha, em maio de 2013. Enquanto isso, lá na frente, na briga que realmente importava para o campeonato entre Hamilton e Rosberg, não houve justamente isso: briga. Devido aos acontecimentos na corrida, os dois carros da Mercedes pouco se encontraram na pista e, dessa vez, melhor para Hamilton que venceu a sexta no ano.

Uma largada “suja”

Quando a quinta luz vermelha se apagou e os carros começaram a ganhar velocidade na reta principal de Monza, quem estava do lado “limpo” da pista (onde os carros normalmente passam e tiram a sujeira) acabou ficando para trás. Hamilton, por exemplo, caiu de primeiro para quarto e Bottas foi de terceiro para DÉCIMO (!). A “regra”, porém, não valeu para o piloto da McLaren, Kevin Magnussen, que saiu de quinto para segundo.

Ultrapassagens

Com a ajuda da asa móvel logo começaram as ultrapassagens, principalmente no final da reta de Monza. Primeiro Massa passou Magnussen e, logo em seguida, os dois foram ultrapassados por Hamilton. Lá atrás quem que se destacava era Bottas que, sem muita demora, voltava ao quarto lugar.

A briga evitada, o sorriso esperado

Rosberg erra duas vezes no mesmo local e Hamilton agradece

Rosberg erra duas vezes no mesmo local para a alegria de Hamilton e o alívio da Mercedes

Com Hamilton caindo de primeiro para quarto na largada, Rosberg assumiu a liderança e começou a abrir para os demais. Parecia ser uma vitória certa para o alemão. Na começo da volta nove, porém, Nico conseguiu errar na freada e passou reto na primeira chicane dando a oportunidade para Hamilton se aproximar. Apesar disso, Rosberg conseguiu manter uma distância que variava entre 1 e 2 segundos…até que chegou a volta 29. Exatamente no mesmo ponto no fim da reta, Rosberg errou novamente e, dessa vez, sem perdão. Hamilton tirou proveito e assumiu a liderança, abrindo boa vantagem para o companheiro/amigo/irmão camarada. Os sorrisos dos chefes da equipe Mercedes (que já esperavam por outra briga, outros choros dos pilotos e outras inúmeras reuniões durante a semana) não puderam ser escondidos. Todos respiraram aliviados.

Enfim, Alonso…

gp da italia alonso abandona

Outro que deve ter respirado “aliviado” foi Raikkonen. Pela primeira vez no ano ele (não) viu (porque estava LÁ atrás) o carro de Fernando Alonso ter problemas e, pela primeira vez na temporada, o espanhol abandonou. Justamente na casa da Ferrari.

Brigas e mais brigas

Com Hamilton mantendo a distância para Rosberg que por sua vez mantinha grande vantagem sobre Felipe Massa, as boas brigas ficaram, mais uma vez, para o pelotão do meio. Bottas, Vettel, Magnussen, Pérez, Ricciardo e Button fizeram a alegria da torcida com incríveis disputas. Em determinado momento os dois pilotos da Red Bull se encontraram na pista e fizeram uma briga justa. Melhor para Ricciardo (vencedor das duas últimas corridas).

Fora isso, foi isso. Hamilton conseguiu diminuir a vantagem de Rosberg para 22 pontos (menos de uma vitória separando os dois, lembrando que a última corrida terá pontos dobrados…infelizmente) e os pilotos da Mercedes tomaram uma sonora vaia dos ferraristas durante a comemoração no pódio, ao contrário de Felipe Massa, muito aplaudido no final.

Confira o resultado final do Gp da Itália de Fórmula 1:

1 – Hamilton – Mercedes – vencedor
2 – Rosberg – Mercedes – 3.1s
3 – Massa – Williams – 25s
4 – Bottas – Williams – 40.7s
5 – Ricciardo – Red Bull – 50.3s
6 – Vettel – Red Bull – 59.9s
7 – Pérez – Force India – 62.5s
8 – Button – McLaren – 63s
9 – Raikkonen – Ferrari – 63.5s
10 – Magnussen – McLaren – 66.1s
11 – Kvyat – Toro Rosso – 71.1s
12 – Hulkenberg – Force India – 72.6s
13 – Vergne – Toro Rosso – 73s
14 – Maldonado – Lotus – 1 volta
15 – Sutil – Sauber – 1 volta
16 – Grosjean – Lotus – 1 volta
17 – Koabayashi – Caterham – 1 volta
18 – Bianchi – Marussia – 1 volta
19 – Gutiérrez – Sauber – 2 volta
20 – Ericsson – Caterham – 2 volta

Não completaram
Alonso – Ferrari
Chilton – Marussia

Anúncios

Sobre Bruno Gerhard

Jornalista, 27 anos, amante da Fórmula 1 e das viagens. Escritor nas horas vagas.
Esse post foi publicado em Fórmula 1 2014 e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s